quinta-feira, setembro 06, 2007

Soma(gue) e segue


Depois de várias horas pendurado à espera que a Netcabo voltasse a funcionar, eis que deixo de ser um ciber-excluído e volto a saber o que se passa no mundo.


A PGR arquivou o inquérito ao financiamento ilegal da Somague ao PSD por, à data dos factos, não ser crime e não se conseguir provar haver corrupção.
Assim repito aqui o que escrevi há dias:
«Que os partidos políticos têm financiamentos de legalidade duvidosa, não é novidade para ninguém; que há gente que esteve a monte – ou melhor dizendo, a banhos – e a ser julgada por causa deste crime, também já não é notícia; que tudo isto vai ficar em águas de bacalhau, todos sabemos. Então para quê tanto chinfrim?»
Já agora, e porque não o escrevi na altura, acrescento que neste momento os advogados e os contabilistas das grandes empresas e dos interesses privados já encontraram maneira legal de manter aberta a torneira do dinheiro com que se compram os nossos dirigentes políticos.

Imagem roubada daqui.

2 comentários:

MARIA disse...

Metralhinha, meu amigo
Então ficou privado da netcabo? Por isso me tenho visto privada de si .
Ainda bem que está de volta e com um tema quentíssimo...
Eu procuro ter na vida uma postura optimista . Neste caso, porém os interesses de todos convergem... está a ver Metralhinha ...
A quem interessaria por ordem nisto? A que partido interessaria mudar para melhor a lei ?...
A divergência de interesses , querido amigo, é só relativamente aos nossos, enquanto não divergirem os deles... enfim...
Um beijinho.
E mando daqui um recado à netcabo : fazem favor , meus Senhores, não privam mais do serviço o meu amigo que vos paga o custo devido e de quem fico, eu, sua amiga, privada, a custo reconhecido.

PayPal gambling disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.