domingo, setembro 09, 2007

Serviço público de televisão

Já aqui me queixei de ser esbulhado duma taxa imoral sempre que pago a conta da electricidade. É a contribuição audiovisual com se sustenta a RTP e a RDP. Fundamentam este furto com o serviço público e a RTP até se dá ao luxo de fazer disso publicidade, como que me lembrando sistematicamente de me estar a entrar no bolso sem que me reste outra alternativa que não seja a emigração.
Esta noite a RTP retribuiu-me um pouco daquilo que me tem sido extorquido, pois o seu serviço público serviu... futebol (e ainda foi constantemente torpedeado com publicidade que me impedia de ver o jogo correctamente). A selecção portuguesa portou-se mal e levou nas trombas e umas quantas sopeiras – e provavelmente algumas tias – vão ser enxertadas. Enfim, é a vida...


Mas os meus impostos também, dizem-me, financiam o desporto amador: chinquilho, damas, matrecos, rugby, etc. Ora, eu até não me importaria, ou melhor, eu gostaria de ver o campeonato do mundo de rugby, mas não posso ir a França, nem quero pagar extras a gente pouco idónea para o ver num canal codificado, nem me quero dar ao trabalho de procurar alternativas no mercado livre da especialidade. Queria tão só que o serviço público funcionasse e me mostrasse onde andam os meus impostos.

3 comentários:

LEÃO DA ESTRELA disse...

Antigamente, a RTP tinha o Gabriel Alves e as suas tiradas sem qualquer sentido. Agora tem uns rapazes que acham que percebem muito de futebol. Quando Scolari trocou o ineficaz Nuno Gomes por Ricardo Quaresma, António Tadeia, em vez explicar como é que Portugal iria jogar, comentou: "É estranho!". Poucos minutos depois, Quaresma inventava um cruzamento num lance de génio e Cristiano Ronaldo marcava um golo de execução técnica primorosa. Daria a vitória por 2-1, não fosse, depois, o auto-golo de Ricardo... Entretanto, os rapazes da RTP continuavam a dar palpites: "Cristiano Ronaldo tem de treinar mais como ponta-de-lança...". Já não há pachorra. Na próxima, o melhor é fazer como Artur Jorge: desligar o som da televisão e ouvir música clássica.

Rui Salvador disse...

Trata-se de mais um estupro do Estado Português aos seus cidadãos.

Flávio Josefo disse...

O pior de tudo é que o desporto para a RTP é só futebol. Dantes ainda se via um pouco de hóquei, de patinagem artística... Há uma imensidão de desportos e igualmente grande é o leque de modalidades e desportistas que recebem medalhas e são reconhecidos internacionalmente. Não me esqueço por exemplo que quando Nelson Évora ganhou a medalha de ouro os telejornais deram essa notícia depois duma série de "faits divers". Os jogos de futebol têm cobertura jornalística horas antes do jogo, durante o jogo, após o jogo, a chegada dos jogadores à sua zona de origem e ainda têm os vários programas de comentário do jogo. Não há paciência...