segunda-feira, outubro 22, 2007

Os Iluminados (2)

Estão na moda afirmações elitistas do género:

Os que defendem o referendo sobre o Tratado de Lisboa já experimentaram lê-lo? E acham que algum cidadão comum consegue passar da segunda página? Não será tempo de deixar de brincar aos referendos?

Pergunta-se, então:

Os que defendem as eleições para a Presidência da República, para os parlamentos nacional e regionais e para as autarquias já alguma vez experimentaram ler os programas eleitorais dos concorrentes a essas eleições? E acham que algum cidadão comum consegue passar da segunda página?

Não será tempo de deixar de brincar às eleições?

2 comentários:

João Rato disse...

Para presidente da junta, da câmara, da república ou do governo agente vota pela cara deles e consoante precisam mais ou menos de papéis para falarem! Agora lá pra essa coisa do Tratado é mais difícil, quer o Tratado seja francês, alemão ou inglês agente não percebe nada do que ele diz e a verdade é que ainda não fixei a cara dele! Sem conhecer a cara dele, não voto!

Metralhinha disse...

João,

Primeiro é preciso que nos concedam a graça e mercê do voto, depois podemos lê-lo. O que não há-de faltar são exemplares para ler, seja em versões hard seja em versões soft, seja em digest.