sexta-feira, março 23, 2007

Os patrões também querem mandar na hora

As confederações patronais querem mudar a hora legal em Portugal, tornando-a igual à de Espanha.
Os patrões portugueses, incapazes de tornarem as suas empresas lucrativas e competitivas no mercado nacional e internacional, encontraram mais uma desculpa para a sua incompetência. Depois de se queixarem do Estado, dos impostos, da burocracia, da lei do trabalho, dos trabalhadores, queixam-se agora que a hora legal os prejudica. Querem por isso que a hora mude.

Não interessa que isso lese o resto da sociedade e o País; não interessa que na União Europeia existam outras horas legais para além da que vigora em Espanha, França ou Alemanha e que esses países convivam bem com isso. O que é preciso é mudar, mesmo que isso se venha a reflectir na qualidade de vida dos seus empregados e dos seus concidadãos.
Ainda por cima invocam razões totalmente absurdas como se não houvesse no mundo países que, como Portugal, até têm diferentes horas dentro no seu território. Para estes empresários, devemos de ter a mesma hora da Espanha, mas não faz mal termos os Açores com uma hora de diferença do Continente e da Madeira. Uma hora de diferença da Espanha é complicado para eles, mas aos americanos, aos brasileiros ou aos russos não lhes passa pela cabeça tornar uniforme a hora dentro dos seus países e muito menos torná-la igual à dos seus parceiros económicos.
Se os nossos empresários se dedicassem a gerir os seus negócios e deixassem de procurar desculpas esfarrapadas para a sua ineptidão o país estaria sem dúvida muito melhor.

1 comentário:

vladimir da lapa disse...

Vladimir da Lapa disse...
Segui as indicações da casa "Lacoste" já vi e gostei muito, é de uma elevação intelectual sem limite:

www.cabelinhoapaulobento.blogspot.com