sexta-feira, janeiro 02, 2009

2009 - O Ano do Cogumelo


O primeiro dia útil do novo ano serve para o mesmo que todos os outros dias do ano, ou seja, para nada e deixar ficar tudo tal como está. Não servindo para nada, pode então desperdiçar-se como todos os outros em exercícios inúteis tais como a prospecção do futuro, tentando ver o que o amanhã nos reserva.
Postas as coisas nestes termos, fica muito mais fácil vaticinar o ano de 2009 - é que amanhã será em tudo igual a ontem.
Vamos mergulhar ainda mais na dita crise; vamos descobrir mais uns quantos escândalos de que ninguém sairá envergonhado e continuaremos alegremente, de evento em evento, a sustentar a clique que nos governa e os seus apaniguados.
Assim, e tal como os fungos estivais, teremos mais um ano de cogumelos prosperando no há muito apodrecido tecido social português.

1 comentário:

zedeportugal disse...

Assim, e tal como os fungos estivais, teremos mais um ano de cogumelos prosperando no há muito apodrecido tecido social português.

Uma excelente metáfora. Mas os fungos também se exterminam... com fungicidas, por exemplo, ou limpando a matéria morta que os sustenta. Vamos a isso?

Nota: Não costumo comentar porque navego sempre com os cookies fechados e tenho que os abrir para ver a imagem da verificação. Mas hoje fiz questão de deixar esta opinião.