sábado, maio 03, 2008

Porque hoje é Sábado


Requiem de Mozart

Quando os portugueses gemem e reclamam duma crise que não se vislumbra o fim, quando as ondas de revolta andam no ar e quando se tem consciência da incapacidade de alterar coisa alguma, resta-nos a esperança e a crença em algo superior a nós próprios.

2 comentários:

Pata Negra disse...

As pessoas que conduzem essas notas abstraem-se, com elas, da realidade, são cidadãos - bem vestidos, note-se! - são iguais a nós enquanto humanos mas conseguiram um escape. Ao ouvi-las, escapamo-nos - e ainda bem, caso contrário sufocaríamos de quotidiano. E se estas vozes pudessem governar as nações?
Porque hoje é sábado, fiquemos pela música, como sempre, grande, enorme, flávia, josefa... vou por replay...
e no enquando um abraço moz-arte

Maria disse...

Sublime, Flávio !

Um beijinho

Maria